15 julho 2013

Ele não é tudo que escreve.


Tenho notado que, a cada dia a beleza masculina se torna menos importante. Não que tenha se tornado inexistente a importância de tal atributo, mas o valor desse sobre o conjunto da obra, têm diminuído significativamente.
Digo isso, baseado em minhas pesquisas pela própria internet. 
A cada dia as mulheres buscam mais conteúdo, e vão se desprendendo do fator galã de novela.
Eu não sei dizer se o real motivo disso é que, de fato, esses escritores e afins, menos desprovidos de beleza, se encontram mais próximo da realidade das internautas, ou se realmente essa cultura de “beleza acima de tudo” tem caindo por terra. De qualquer forma, isso vem pra acrescentar. Vejo escritores, blogueiros e afins não tão providos de beleza, e bem longe dos estereótipos de galã da novela das nove, arrastando multidões. Fãs cada dia mais dispostas a se casar, ter dois filhos e um cachorro. Não sei ate que ponto isso é saudável, porque ninguém nunca vai ser cem por cento, o que escreve. As pessoas parecem se esquecer disso.
Muita gente cria uma visão surreal da pessoa que esta do outro lado da tela, vê um charme em cada palavra, que tende a atiçar todos os seus sentidos mais íntimos.
Mas e ai? Nem tudo é o que parece. Acho que é valido sim, fazer essa ditadura de beleza cair por terra, mas também sejamos menos sonhadores, mais realistas. Quem escreve textos e afins sobre amor, relacionamentos e sexo, não necessariamente vão ser os caros mais românticos do mundo, os melhores de cama,  ou os que vão ser mais fáceis de relacionar. Pode ser que sejam, pode ser que não.
Meu conselho é: Sim, admirem as pessoas, deem um valor especial ao talento de cada uma delas. Mas não deixe que isso dite expectativas que podem ser frustradas. Não leve tudo tão a serio. Porque a gente não leva. Se jogue, mas mantenha seus pés fixados no chão.
Relacionamentos não são feitos apenas de admiração, as pessoas as vezes parecem se esquecer. (Lorena Aguilar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddThis